terça-feira, 3 de novembro de 2009

Por que amar dói

Por que amar dói

Por que amar dói tanto, se é o amor fonte de alegria e de felicidade?

Quando sonhamos com o amor, não sonhamos com tristezas, menos ainda com dor. Sonhamos com beijos, noites enluaradas e momentos a dois. Sonhamos com felicidade eterna e sem defeitos.

Mas quando o amor chega, ele nos desnuda. E quanto mais se apossa de nós, mais nos desnudamos. Nos tornamos expostos, à mercê do outro, que toma pra si nossas vontades. Nos tornamos transparentes.

Não se esconde de ninguém olhos amorosos. O amor transparece em nós como se estivesse escrito em grandes letras e todas as línguas. Daí nossa fragilidade diante de um sentimento tão grande.

A outra pessoa fica dona do nosso sorriso, ela controla nossa tristeza. Não conscientemente. Somos nós que, segundo palavras ou gestos, reagimos assim. E o amor dói em nós profundamente.

Mesmo no auge da felicidade, ele dói ainda. Dói de saudade, de medo de perder.

Deveria não ser assim. Deveria ser felicidade sem fim, sem altos e baixos. Sem lágrima derramada. Mas... teria o mesmo gosto? Seria o amor tão maravilhoso se não houvesse essa possibilidade de perda que faz com que nos agarraremos a ele com mais intensidade ainda?

Amar dói e é perfeito que seja assim. As rosas têm espinhos e é exatamente esse contraste que fascina tanto.

E eu posso ainda espetar o dedo e até sangrar. Mas jamais deixarei de amar uma rosa!

Posso ainda estar desnuda de mim, sentir frio ou calor, mas ainda assim vou me entregar ao sentimento quando ele me acenar.

Posso ainda chorar ou sorrir, querer morrer ou querer viver, mas esse caminho não quero evitar.

Não evitarei minhas dores, porque um minuto de felicidade a dois cobre (e com juros!!!) todas as dores do mundo!...


(Letícia Thompson)

1 Deitou no "Meu Divã":

Passageiro 03/11/2009 20:01  

O amor pode doer quando ele não pode ser vivenciado em sua plenitude, quando algum dos companheiros é traído pelo outro, quando o amor não é correspondido, etc

Postar um comentário

Acerca de mim

Minha foto
Minha canção te envolverá com sua música, como os abraços sublimes do amor. Tocará o teu rosto como um beijo de graças. Quando estiveres só, se sentará a teu lado e te falará ao ouvido. Minha canção será como asas para os teus sonhos e elevará teu coração até o infinito. Quando a noite escurecer o teu caminho, minha canção brilhará sobre ti como a estrela fiel. Se fixará nos teus lindos olhos e guiará teu olhar até a alma das coisas. Quando minha voz se calar para sempre, minha canção te seguirá em teus pensamentos. (Tagore)

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.
Se você que já teve alguma experiência sexual verídica muito excitante, escreva para o Divã. Adoro ler relatos sexuais e quem sabe publicá-lo aqui no blog. Envie junto com seu relato, fotos que retratem cenas do ocorrido, não necessariamente reais, mas que exemplifiquem a aventura, para deixar ainda mais excitante.Meu e-mail: conversas_atrevidas@hotmail.com

Sedução

Sedução

Minha lista de blogs

Sala VIP do Meu Divã

Apoio as Campanhas

Disque 100 e Denuncie

Disque 100 e Denuncie

GALERIA DO DIVÃ

GALERIA DO DIVÃ
Clique na Imagem e Conheça!

Leve-me com você


Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã

Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã
Jhully é uma personagem criada pela autora do Blog C.A.N.M.D., apesar de o blog expressar fantasias, desejos através das imagens e do conteúdo, não quer dizer que a Autora esteja disponível para realizar aventuras virtuais ou reais. Não conheço pessoalmente qualquer Amigo virtual. Assim, aproveito para informar que pretendo preservar minha identidade e advirto que:- para efeitos de conversa continuarei sendo a Jhully , não farei qualquer contato além caixa de recados e do e-mail divulgado para fins de postagens;

Comunicado IMPORTANTE

Conversas Atrevidas no Meu Divã é um blog de conteúdo adulto e por isso é indicado somente para maiores de 18 anos.
Não será incitado aqui qualquer conteúdo que leve a estimular a pedofília, racismo, discriminação de qualquer espécie, violência contra a mulher, violência contra a criança e o adolescente, apologia ás drogas, bem como violências de qualquer natureza.
Este blog contém imagens e textos que foram coletadas da internet, sem nenhuma restrição ao uso público. Caso você saiba de algum post ou imagem aqui publicado, sem identificação de autoria, peço-lhe, que me informe por e-mail para dar os devidos créditos. Não há intenção de violar os direitos autorais. Se assim o fizer, será sem querer e peço a gentileza de ser informada pelo e-mail conversas_atrevidas@hotmail.com com o assunto: “Direitos Autorais”, após confirmação será imediatamente colocado os créditos.

Contador de visitas

  ©Template by Dicas Blogger