sexta-feira, 28 de maio de 2010

OLHARES E GESTOS




"Tua língua me
percorre,
Entre olhares
e gestos,
O fogo arde,
O desejo acende,
O gozo me domina..."
-SERENA



Leia Mais

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Necessidade Básica


Por Verônica Volúpia






Tem gente que pensa que eu não faço mais nada da vida, só sexo. Ula-lá, quem me dera! Infelizmente, nosso sistema biológico tem outras necessidades básicas as quais não podemos negligenciar. Mas sim, eu acho que tudo gira em torno de sexo. E que ele está por trás de todas as outras questões de sobrevivência. Não penso que isso seja um problema, muito pelo contrário: o sexo nos transforma em seres humanos melhores. É por ele e com ele que deixamos de lado o egoísmo absoluto e pensamos no outro, nem que seja em usufruto próprio. A natureza não é perfeita.


Os homens, por exemplo, têm 20 vezes mais volume de testosterona, o hormônio que rege os impulsos sexuais, do que nós mulheres. É um dado estatístico. Ou seja, se você pensa em sexo uma vez por dia, eles pensam quase uma vez por hora. Tudo bem que nós pensamos neles uma vez a cada minuto, talvez seja por isso, sim, só pode ser por este motivo que não nos sobra tempo para pensar em mais nada. Eles focam em sexo; nós, em maneiras de atraí-los e satisfazê-los. A natureza é sábia.


Mulher não toma banho: se transforma. É um ritual de passagem delicioso, relaxante, revigorante, é um artifício que você usa para quê? Para modificar o seu cheiro pessoal e único e substituí-lo por outro que foi propagandeado como mais cheiroso e agradável para eles. A indústria de cosméticos gasta milhões em pesquisa para desenvolver perfumes que se assemelhem ao nosso cheiro natural e aticem os ferormônios. Pra quê? Não temos isso de graça? Tínhamos.


Estamos submersas em odores comprados. Talvez você não goste de lavanda, talvez menos ainda de rosa mosqueta. Mas passamos a acreditar que eles gostam. E sim, eles também passaram a acreditar nisso e nem sabem mais como é o cheiro verdadeiro de uma mulher. Espalhamos hidratante em cada milímetro das nossas curvas, acariciando a pele em movimentos circulares como num rito preparatório de endeusamento, de preferência na presença de um belo exemplar másculo, e exalamos um aroma de flor para quem? Eles nos querem flores, nós nos entregamos bouquet. Por quê? Sexo.


“Por que está cada vez mais raro encontrar um bom parceiro ou parceira, não para relacionamentos, mas para os jogos da cama?”


Atrair um homem requer sutileza. Sim, eu conheço a piadinha do "sutileza de um paquiderme". Estou falando de um homem de verdade, de pescar a essência dele, o olhar faminto, a narina pulsante, estou falando de cravar um anzol de aço na carne instintiva do macho que há nele, fazê-lo sentir-se bicho, primata, fazê-lo urrar por você, brigar por você, desejar você a partir das entranhas. Todas nós temos esse poder. E ele não está à venda nas vitrines. Está bem dentro de nós.


Um pavão não compra as suas belíssimas penas para encantar a sua fêmea. Ele usa as armas que tem. Nós estamos muito ligadas a artifícios exteriores e muito, muito pouco conectadas com nossa seiva-mulher. É claro que a moda e a maquiagem e todo o resto dos milhares de acessórios de beleza são invenções maravilhosamente importantes. Mas um importante que não deve ser imprescindível. Lembre-se, são acessórios. A essência está em você, a roupagem principal deve habitar em você. O que você tem vale mil vezes mais do que o que você pode comprar.


Sexo é muito mais do que um apanhado de regras e posições sexuais. Sexo é muito mais íntimo do que anda sendo. Por que está cada vez mais raro encontrar um bom parceiro ou parceira, não para relacionamentos, mas para os jogos da cama? Porque estamos massificados. Nossos cheiros, nossos paladares, nossos perfumes, até a nossa opinião sobre o que é belo ou feio é induzida. Nós nos desacostumamos a olhar para dentro e perguntar "Hei, mas o que eu penso sobre isso?". Nós nos desacostumamos a consultar os sentimentos, a nossa voz interior. Nossa intuição, então, é uma coitada relegada a último plano. Somos uma infinita reprodução de um ideal, de um estereótipo. E o que somos reflete na nossa entrega. O que somos atrai pares compatíveis. Como pode germinar um bom sexo num terreno de plástico? Adube-se. Revolva-se. Remexa-se. Repense as suas necessidades básicas. Repense-se.

Leia Mais

sábado, 27 de março de 2010

Quero Você

Não preciso dizer

O quanto eu quero

E o que eu quero

Com você....

Sei que você quer também

O mesmo que eu.

Agora neste momento

Temos o mesmo desejo...

A mesma tara nos queimando

O tesão toma conta do nosso corpo

Quero sexo...

Quero você

Na cama...

Nu me chamando

Quero sentir seu calor

Desejo o seu corpo

Como nunca desejei outro.

seu beijo, seu gosto

Vamos delirar de prazer

Juntos no mesmo ritmo

Vamos gozar...

Como nunca gozamos

Quero te ver gozar,

Quero te ouvir gemer

Quero me ouvir gritar.

Preciso de você agora

Me dando prazer!!!

Quero gozar com você!

(Shirley Thelles)

Leia Mais

sábado, 13 de fevereiro de 2010

QUERO FAZER AMOR COM VOCÊ

QUERO FAZER AMOR COM VOCÊ
Não consigo me controlar mais
Já não encontro mais paz
Está difícil de esconder
Quero fazer amor com você!

Quero mergulhar no seu prazer
Não consigo controlar este desejo
De querer sentir o gosto do seu beijo.
Quero fazer amor com você!

Quero te amar pra valer
Quero te olhar frente a frente
Quero que nossa paixão a cada dia aumente.
Quero fazer amor com você!

Te abraçar, te beijar, te querer
Até o extase total
Te fazer sentir-se muito especial
Quero fazer amor com você!

E de tudo, neste momento, esquecer
Quero fazer seus olhos brilharem
Quando minhas mãos, com carinho, te tocarem.
Quero fazer amor com você!

E quando essas palavras tocarem seu coração
E você sentir a mesma emoção
Então você vai realmente saber


QUE QUERO
FAZER AMOR COM VOCÊ !!!


(desconheço o autor)

Leia Mais

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

DAR NÃO É FAZER AMOR

Dar é dar.

Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete.
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar....
Sem querer apresentar pra mãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto.
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem
esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para os mais desavisados, talvez anos.

Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar
o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:
"Que que cê acha amor?".
É não ter companhia garantida para viajar.
É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho...
É não ter alguém para ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.

Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar

Experimente ser amado...

Texto de Luiz Fernando Veríssimo

Leia Mais

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Sexo Oral - Papo Descontraído e Sincero

Olá, Amados gostei desse vídeo e nada mais justo do que compartilhar com os leitores no meu Divã, aonde rola conversas atrevidas, e descontraída de muito bom gosto!

Nada mais, nada menos que 4 mulheres num papo bem descontraído e detalhado sobre sexo oral #sexonabocadopovo (adóóóóro).

Leia Mais

Acerca de mim

Minha foto
Minha canção te envolverá com sua música, como os abraços sublimes do amor. Tocará o teu rosto como um beijo de graças. Quando estiveres só, se sentará a teu lado e te falará ao ouvido. Minha canção será como asas para os teus sonhos e elevará teu coração até o infinito. Quando a noite escurecer o teu caminho, minha canção brilhará sobre ti como a estrela fiel. Se fixará nos teus lindos olhos e guiará teu olhar até a alma das coisas. Quando minha voz se calar para sempre, minha canção te seguirá em teus pensamentos. (Tagore)

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.
Se você que já teve alguma experiência sexual verídica muito excitante, escreva para o Divã. Adoro ler relatos sexuais e quem sabe publicá-lo aqui no blog. Envie junto com seu relato, fotos que retratem cenas do ocorrido, não necessariamente reais, mas que exemplifiquem a aventura, para deixar ainda mais excitante.Meu e-mail: conversas_atrevidas@hotmail.com

Sedução

Sedução

Minha lista de blogs

Sala VIP do Meu Divã

Aperitivo Atrevido

Loading...

Apoio as Campanhas

Disque 100 e Denuncie

Disque 100 e Denuncie

GALERIA DO DIVÃ

GALERIA DO DIVÃ
Clique na Imagem e Conheça!

Leve-me com você


Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã

Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã
Jhully é uma personagem criada pela autora do Blog C.A.N.M.D., apesar de o blog expressar fantasias, desejos através das imagens e do conteúdo, não quer dizer que a Autora esteja disponível para realizar aventuras virtuais ou reais. Não conheço pessoalmente qualquer Amigo virtual. Assim, aproveito para informar que pretendo preservar minha identidade e advirto que:- para efeitos de conversa continuarei sendo a Jhully , não farei qualquer contato além caixa de recados e do e-mail divulgado para fins de postagens;

Comunicado IMPORTANTE

Conversas Atrevidas no Meu Divã é um blog de conteúdo adulto e por isso é indicado somente para maiores de 18 anos.
Não será incitado aqui qualquer conteúdo que leve a estimular a pedofília, racismo, discriminação de qualquer espécie, violência contra a mulher, violência contra a criança e o adolescente, apologia ás drogas, bem como violências de qualquer natureza.
Este blog contém imagens e textos que foram coletadas da internet, sem nenhuma restrição ao uso público. Caso você saiba de algum post ou imagem aqui publicado, sem identificação de autoria, peço-lhe, que me informe por e-mail para dar os devidos créditos. Não há intenção de violar os direitos autorais. Se assim o fizer, será sem querer e peço a gentileza de ser informada pelo e-mail conversas_atrevidas@hotmail.com com o assunto: “Direitos Autorais”, após confirmação será imediatamente colocado os créditos.

Contador de visitas

  ©Template by Dicas Blogger