sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Sussurrar pode salvar seu casamento, diz pesquisa

Gritar com seu chefe pode fazer bem à saúde – mas obviamente não ao seu emprego. De acordo com um estudo realizado durante uma década com 2.755 homens publicado recentemente, as pessoas que não verbalizam o stress têm o dobro de chances de sofrer um ataque cardíaco, quando comparadas com aquelas que dão vazão à sua raiva.

Embora gritar e liberar o stress possa ser bom em alguns locais, a ideia não é nada boa para a sua vida em casa. Em relação aos relacionamentos, principalmente aqueles que já têm problemas, a melhor ideia é sussurrar. A psicóloga forense Kerry Daynes é especializada em relacionamentos e afirma que casais fariam um bem ao relacionamento deixando a voz baixa.


“Quando os casais têm uma comunicação difícil, sussurrar pode ser uma técnica boa”, diz. “Ela requer que as duas partes do casal façam um esforço para escutar o que o outro está dizendo, e a pessoa que fala tende a diminuir a velocidade da fala e pensar mais no que está dizendo”, explica Daynes. “Enquanto isso, a pessoa que escuta tem que se concentrar para ouvir o que está sendo dito, e pode escutar melhor do que normalmente”, completa.


A terapia do sussurro foi aceita com entusiasmo em Hollywood. Brad Pitt e Angelina Jolie, que sofreram com matérias especulando sobre o fim de seu casamento, silenciaram as especulações no início do ano, quando mostraram sussurros íntimos na estréia de um filme. A atriz foi vista sorrindo no tapete vermelho enquanto o marido sussurrava algo em seu ouvido esquerdo.


Outro casal famoso se rendeu ao poder do sussurro para salvar o casamento: Madonna e Guy Ritchie utilizaram uma técnica encorajada pela cabala, a filosofia de vida seguida pela cantora. De acordo com a cabala, passar pensamentos bons para o parceiro em público pode ajudar nos relacionamentos. A cada quinze minutos, os casais devem se olhar e se tocar gentilmente, e sussurrar uma palavra que demonstra o que eles gostam um no outro.


Como foi amplamente divulgado, a técnica não funcionou para este casal, que se separou algumas semanas depois de ter sido avistado em um tapete vermelho elogiando um ao outro. Ainda assim, a psicoterapeuta Hettie Hunter, especializada em relacionamentos, afirma que falar mansamente é uma ferramenta útil para casais que se afastaram mas que têm vontade de recuperar a relação.


“O poder do sussurro é algo que adquirimos desde o nascimento”, explica Hunter. “A voz baixa e o toque são nossas primeiras experiências sensoriais, e são uma parte importante do processo de criação de laços: as mães cantam em voz baixa e sussurram para os bebês”, diz a especialista.

Daynes afirma que o sussurro pode ser também uma maneira de recuperar o período de lua-de-mel do relacionamento: “Ele ajuda a criar uma atmosfera de intimidade, e no início dos relacionamentos é comum falar baixinho com os parceiros”, diz. Além disso, o poder do sussurro é maior do que apenas as palavras que são ditas, afirma a psicóloga. “O sussurro requer proximidade, você precisa ficar próximo à cabeça do parceiro para falar”, diz.


Ouvido direito ou esquerdo?

De acordo com pesquisas, também ajuda sussurrar no ouvido “certo”: um estudo realizado na Universidade do Texas, nos Estados Unidos, mostra que palavras emocionais foram consideradas mais poderosas e foram mais bem lembradas quando são faladas para o ouvido esquerdo. Mensagens não-emocionais, como instruções ou direções para um local, foram mais bem lembradas quando ditas no ouvido direito, o lado do corpo controlado pela parte lógica do cérebro.


Tédio pode destruir o casamento

Daynes admite, entretanto, que é necessário muito mais do que palavras doces no ouvido correto para salvar um casamento, mas a vontade de tentar mostra um compromisso com a relação. “É uma estratégia simples, e casais com problemas devem também considerar procurar ajuda profissional para aprender a negociar, discutir construtivamente e dar retorno ao parceiro sem criticá-lo”, explica. “Usar só o sussurro para salvar o relacionamento é como diminuir o volume da televisão quando você deveria mudar o canal”, diz a especialista.


[Telegraph]

3 Deitou no "Meu Divã":

ღ☆PaTi☆ღ 22/01/2010 21:45  

Quando duas pessoas estão aborrecidas ou não, mas falam alto demais, o coração se afasta(ou já está distante), e para cobrir a distância precisam gritar para escutar-se mutuamente. E quanto mais intenso, mais distantes ficam. Mas quando estão enamorados falam baixinho em suaves sussurros...pois, seus corações estão muito perto fazendo a distância quase nula. Tem até circunstâncias em que nem sussurram, apenas se olham.. pois seus corações já habitam o outro.. e basta para se entenderem.
Isso é o que ocorre quando as pessoas se amam, ficam cada vez mais próximas... e quando existir discussões, não devem permitir que seus corações se afastem ao ponto de não encontrarem a trilha de volta.. manter o equilíbrio, calma e os sussurros, principalmente... ;)
Beijo Jhully.

Tony Manah 10/02/2010 15:17  

Blog muito interessante....

Amei...

Jhully 13/02/2010 08:27  

Tony Manah, seja sempre bem vindo ao meu Divã!

Fico feliz em saber que amou, saiba que amei sua visita.

beijos,
Jhully

Postar um comentário

Acerca de mim

Minha foto
Minha canção te envolverá com sua música, como os abraços sublimes do amor. Tocará o teu rosto como um beijo de graças. Quando estiveres só, se sentará a teu lado e te falará ao ouvido. Minha canção será como asas para os teus sonhos e elevará teu coração até o infinito. Quando a noite escurecer o teu caminho, minha canção brilhará sobre ti como a estrela fiel. Se fixará nos teus lindos olhos e guiará teu olhar até a alma das coisas. Quando minha voz se calar para sempre, minha canção te seguirá em teus pensamentos. (Tagore)

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.

Envie seus relatos sexuais para o meu Divã.
Se você que já teve alguma experiência sexual verídica muito excitante, escreva para o Divã. Adoro ler relatos sexuais e quem sabe publicá-lo aqui no blog. Envie junto com seu relato, fotos que retratem cenas do ocorrido, não necessariamente reais, mas que exemplifiquem a aventura, para deixar ainda mais excitante.Meu e-mail: conversas_atrevidas@hotmail.com

Sedução

Sedução

Minha lista de blogs

Sala VIP do Meu Divã

Apoio as Campanhas

Disque 100 e Denuncie

Disque 100 e Denuncie

GALERIA DO DIVÃ

GALERIA DO DIVÃ
Clique na Imagem e Conheça!

Leve-me com você


Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã

Sua visita e os seus comentários é o combustível do Meu Divã
Jhully é uma personagem criada pela autora do Blog C.A.N.M.D., apesar de o blog expressar fantasias, desejos através das imagens e do conteúdo, não quer dizer que a Autora esteja disponível para realizar aventuras virtuais ou reais. Não conheço pessoalmente qualquer Amigo virtual. Assim, aproveito para informar que pretendo preservar minha identidade e advirto que:- para efeitos de conversa continuarei sendo a Jhully , não farei qualquer contato além caixa de recados e do e-mail divulgado para fins de postagens;

Comunicado IMPORTANTE

Conversas Atrevidas no Meu Divã é um blog de conteúdo adulto e por isso é indicado somente para maiores de 18 anos.
Não será incitado aqui qualquer conteúdo que leve a estimular a pedofília, racismo, discriminação de qualquer espécie, violência contra a mulher, violência contra a criança e o adolescente, apologia ás drogas, bem como violências de qualquer natureza.
Este blog contém imagens e textos que foram coletadas da internet, sem nenhuma restrição ao uso público. Caso você saiba de algum post ou imagem aqui publicado, sem identificação de autoria, peço-lhe, que me informe por e-mail para dar os devidos créditos. Não há intenção de violar os direitos autorais. Se assim o fizer, será sem querer e peço a gentileza de ser informada pelo e-mail conversas_atrevidas@hotmail.com com o assunto: “Direitos Autorais”, após confirmação será imediatamente colocado os créditos.

Contador de visitas

  ©Template by Dicas Blogger